Atrasei o aluguel, posso ser despejado?

De acordo com um levantamento da CNC, 2021 bateu o recorde de brasileiros endividados, registrando uma média de 70,9% das famílias brasileiras. Parte disso se deve ao alto índice de desemprego causado pela pandemia no novo coronavírus.

Com base nisso, não surpreende que muitos inquilinos tenham atrasado o aluguel devido à realocação de recursos para outras despesas prioritárias, como saúde e alimentação.

No entanto, muitos locatários não tratam do aluguel como uma prioridade pois acreditam que o dono do imóvel só pode entrar com ação de despejo depois de pelo menos 60 dias de atraso, o que não é bem o caso. Se quiser, ele pode fazer isso no dia seguinte!

Então respondendo a pergunta do post, sim, é possível ser despejado por atraso no aluguel. Mas não se preocupe, isso não costuma acontecer em tão pouco tempo devido aos custos do processo e à inconveniência envolvida. Além disso, a justiça leva tempo para resolver os casos.

O que fazer ao atrasar o aluguel?

O primeiro passo é comunicar o proprietário do imóvel sobre a sua situação e tentar negociar uma nova data de pagamento (ou até mesmo pagar um parte do valor) para que ele não opte pela ação de despejo.

Ao atrasar o aluguel, a segunda coisa a se fazer é encontrar uma forma de pagar a dívida o mais rápido possível. Você pode pedir dinheiro emprestado a algum familiar ou fazer algum serviço para obter renda extra.

Verifique se você tem algum valor a receber do governo, qualquer quantia já ajuda nessa situação, não é mesmo?

Algumas sugestões de trabalhos que podem te render uma grana extra rapidamente são:

  1. Trabalhe como freelancer pela internet.
  2. Sabe escrever bem? Ofereça serviços como redator web.
  3. Faça e venda doces e salgados.
  4. Tem habilidades manuais? Que tal vender trabalhos de costura, bordado e crochê?
  5. Faça uma rifa, por exemplo, com perfumes mais vendidos de marcas populares como O Boticário ou Natura. Visite o site da marca e encontre produtos em promoção. O Luna Radiante Desodorante Colônia, por exemplo, está com 44% de desconto. Venda 100 números a 3 reais e lucre R$223,8.
  6. Venda as roupas, utensílios e outros materiais que você não precisa mais em sites como o Enjoei e Marketplace do Facebook.
  7. Dê aulas particulares online, de inglês, matemática, música…
  8. Trabalhe como entregador de aplicativos como iFood, de motocicleta ou bicicleta.
  9. Seja motorista de aplicativos como o Uber.

Esperamos que este artigo tenha sido útil e que sua situação se resolva em breve!

Que tal conferir os direitos e deveres dos inquilinos e proprietários? Isso pode ser útil!